Home.
Quem somos.O que fazemos.Na prática....Que há de novo?.Escritos.Clientes.Contactos & Links.
Back.
Next.
Previous.
Textos
Textos
Ensinar: os Meios e os Fins
Com base em
“Gestão na Administração Pública”, pag.
Ed. Presença, Lisboa, 19
Paula Silveira, Nelson Trindade
O importante é ...
... não trocar os pés...
...não confundir Meios e Fins em Educar/Ensinar
O problema fundamental da formação é a transferência.
A formação é uma situação artificial. Aprende-se em condições controladas e depois aplica-se em situações “abertas”, reais. Além disso, estes dois modos de actuação têm os fins e os meios trocados.

Um exemplo simples:
Uma pessoa quer aprender a usar um processador de texto. Todo o texto que produz  tem como objectivo aprender a utilizar o processador, ou seja, todo o resultado (texto) é o MEIO (um “pretexto”) para descobrir e memorizar o modo de usar correctamente processador é o FIM (o “resultado” pretendido)
Quando mais tarde, depois de ter aprendido, pretende escrever um texto (FIM: “resultado” pretendido) utilizará o processador de texto como MEIO para o fazer.

Em conclusão:
... as duas situações têm os fins e os meios trocados: o que para uma é FIM, é MEIO para a outra.
Este é o problema da transferência. Este é o problema das metodologias de ensino erradas que misturam e confundem o que deve ser separado e claro, e não integram as duas situações.
Aprofundando:
Com uma sabedoria tradicional, as nossas Avós diziam:
...e tinham toda a razão...
Será que também se deve dizer...
Formação: Ensino-Aprendizagem
Vida/Trabalho/Avaliação resultados
Fins (Objectivos/Resultados)
Meios (Recursos)
Saber usar Proc. Texto
Saber usar Proc. Texto
Escrever texto
Escrever texto
Quando
se está ensinando
não se avalia resultados,
apenas se diagnostica processos ?
Não se educa
nas festas..!!!